Skip to content

O perigo por trás do controle de qualidade nas redes

28/11/2009

Eu esperei a poeira baixar um pouco, além de ter tempo, antes de escrever a minha opinião sobre a remoção/recolocação/votação do artigo do Daniel Pádua que o nosso amigo cesaraovivo começou a escrever na Wikipedia. Quero começar dizendo também que concordo com o Émerson aqui e aqui. No twitter do Guto também é possível achar algumas reações um pouco indignadas, que também assino embaixo.

O que mais me preocupa, contudo, foi algo que meus colegas não exploraram muito, e tem muito a ver com a liberdade que tanto defendemos. Me preocupa ainda mais quando vejo a opinião de uma das pessoas que têm o poder de moderar na Wikipedia, que você pode ver aqui, e reproduzo na sequencia.

Só me permita corrigir sua noção de “enciclopédia livre”. O termo livre só se aplica ao fato de o conteúdo da Wikipédia estar sob uma licença que permite reuso do conteúdo. O termo livre não se aplica totalmente a editar livremente, muito pelo contrário, há regras bem definidas e cumpridas para que a Wikipédia não vire uma bagunça e continue sendo uma enciclopédia, não um blog.

A opinião foi dada por um tal de FSugomo (me desculpe, mas você é que irrelevante pra mim), que parece ser um dos moderadores da Wikipedia em Português.

Quem já viu uma das palestras que falo sobre liberdade, e principalmente os cursos sobre Gestão do Conhecimento e Internet, deve se lembrar do exemplo de Caicó, cidade importante do Rio Grande do Norte e do meu amigo Romildo que provavelmente não está na Barsa e está na Wikipedia. A sua maior riqueza pra mim era justamente a distribuição inequívoca do conhecimento, que não obedece padrões sociais e econômicos, e simplesmente respeita a vontade de qualquer cidadão em contribuir. Teoricamente é possível a qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, escrever o que quiser na Wikipedia,e esse conhecimento poderia ser absorvido pela humanidade depois ou não. Mas o importante é que ele estaria acessível.

Sob a desculpa de estabelecer um controle de qualidade, a Wikipedia pode ter se tornado uma instituição burocrática e lenta, caindo nos mesmos erros do seu antigo rival impresso, ainda que em menor escala. Se Einstein fosse publicar hoje um artigo sobre relatividade, seria ele aprovado pela Wikipedia? Eu acredito que não, principalmente pelo fato de existir uma necessidade por fontes “fiáveis”.

Aliás, vale aqui uma reflexão sobre o que é fonte confiável ou não. Para os detentores do pequeno poder de moderadores da Wikipedia, informo que até hoje não pode ser utilizada como fonte de consulta para artigos científicos, ou seja, não é “fiável” em si. Entramos então no círculo vicioso de que o conteúdo não pode entrar porque não é bom, mas quem atesta não tem moral perante a sociedade para dizer se é bom ou não é. Me parece um dilema ético de difícil solução.

Daí vem a minha preocupação em especial. Seus moderadores podem não perceber, mas a “bagunça” organizada que virou a Wikipedia é sua maior riqueza hoje. Claro que quando falamos de pessoas a coisa fica um pouco mais difícil de avaliar, porque os gostos são diferentes. Tenho certeza que minha mulher e amigos podem querer um artigo sobre mim, e que mal tem nisso? Eu não sou ninguém, nem tenho relevância nenhuma, mas a informação de que eu existi por si só seria uma riqueza para a humanidade. É importante entender que conhecimento e informação, quaisquer que sejam, são importantes e devem ser preservados.

Por fim, não posso deixar de me preocupar com o futuro da informação que estamos inserindo lá. Uma contribuição de pelo menos umas dez pessoas, que atuaram em locais geograficamente distantes e até sem se conhecer, pode simplesmente ir para o lixo porque alguém decidiu que não é mais interessante. Pode não parecer tão importante hoje, mas em dez anos pode ser fundamental. Me parece poder demais para deixar na mão de poucas pessoas, que da noite para o dia estariam sentadas em cima do maior repositório de conhecimento da humanidade. Sim, a licença protege o conteúdo, mas quem protege a licença? É mais um exemplo de como a nuvem pode te deixar órfão da noite para o dia, assim como o DPádua nos deixou.

Se você tiver como fazê-lo, vote na Wikipedia para que o artigo seja mantido aqui. Ou então simplesmente não acesse mais essa porcaria. Talvez seja a hora de entender que todas as redes, independente do objetivo, têm um dono afinal, e nem sempre o dono pode querer nos devolver da forma que imaginamos aquilo que entregamos livremente em suas mãos.

Mais uma boa reflexão a se fazer.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: